CONFLITOS INTERNACIONAIS E A SOCIEDADE IDEAL SEGUNDO EDGAR MORIN: A COMPLEXIDADE DO SURGIMENTO, DA PERSPECTIVA E DO VIVER EM CRISE

Bruna Escobar Teixeira, Daniel Mayer de Brum

Resumo


Este trabalho aborda a análise dos conflitos internacionais na busca de uma sociedade ideal com base na apreciação destes elementos ao longo da história. Tem por objetivo entender como os conflitos surgiram, apresentam-se hodiernamente e o que esperar destes conflitos. O estudo apresenta características do passado como forma de compreender o presente e futuro numa relação de interdependência. Na metodologia utilizou-se pesquisa bibliográfica numa abordagem de caráter exploratório. O resultado do trabalho científico aponta que o futuro guarda uma violência de caráter destrutivo. A conclusão indica que a transformação em uma sociedade humanizada, fundamentada no perdão e arrependimento, é imprescindível.


Palavras-chave


Conflitos Internacionais; Edgar Morin; Sociedade Ideal; Complexidade; Futuro.

Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, Hannah. Eichmann em Jerusalém: um relato sobre a banalidade do mal. São Paulo: Editora Companhia das Letras, 1999.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 2007.

BOCCHI, Gianluca; CERUTI, Mauro. A Complexidade do Devir Humano: Edgar Morin e o caráter inacabado do processo de hominização. In: PENA-VEGA, Alfredo; NASCIMENTO, Elimar Pinheiro (orgs). O Pensar Complexo: Edgar Morin e a crise da modernidade, Rio de Janeiro: Garamond, 1999.

DOSTOIEVSKI, Fiodor Mikhailovitch. Crime e Castigo. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Editora Martin Claret, 1866.

GEBARA, José Jorge. Algumas Considerações Sobre o Estado, a Tecnoburocracia e a Economia. Revista de Administração de Empresas, v. 18, n. 1, jan./mar. São Paulo, 1978. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2017.

GIDDENS, Anthony. As Consequências da Modernidade. Tradução de Raul Fiker. São Paulo: Editora UNESP, 1991.

GIDDENS, Anthony. Conceitos Essenciais da Sociologia. São Paulo: Editora UNESP, 2014.

MORIN, Edgar. Para Onde Vai o Mundo? Tradução de Francisco Morás. 3. ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.26668/IndexLawJournals/2526-0197/2017.v3i1.2251

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.