A RELAÇÃO ENTRE THOMAS HOBBES E HANS KELSEN NA CONSTRUÇÃO DO CONCEITO DE SANÇÃO

FLORA AUGUSTA VARELA ARANHA

Resumo


O presente artigo objetivou relacionar dois teóricos que, conquanto pertencessem a momentos históricos distintos, suas ideias guardam relação e compõem a trajetória do pensamento jurídico e político da Modernidade; um, figurando como um precursor; o outro, como representante do ápice do positivismo jurídico moderno. A partir da análise dos pontos de encontro entre tais teorias, é possível refletir, de forma mais ampla, sobre a autoridade e coação do Estado exercidas pela sanção diante das tendências do pensamento jurídico atual, denominadas pós positivistas.


Palavras-chave


Filosofia do direito. Sanção. Thomas Hobbes. Hans Kelsen. Pós-positivismo

Texto completo:

PDF

Referências


ABRÃO, Bernadete Siqueira (organização e texto final). História da Filosofia. Coleção Os Pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 2004

ARENDT, Hannah. Entre o passado e o futuro. Tradução de Mauro W. Barbosa. São Paulo: Perspectiva, 2013

BITTAR, Eduardo C.B. O direito na pós-modernidade. São Paulo: Atlas, 2014

BRITO, Edvaldo. Limites da Revisão Constitucional. Porto Alegre: Sérgio Antônio Fabris, 1993

BOBBIO, Norberto. O positivismo jurídico: lições de filosofia do direito. Compiladas por Nello Moura. Tradução e notas de Márcio Pugliesi, Edson Bini, Carlos E. Rodrigues. São Paulo: Ícone, 2006 .

__________. Da estrutura à função: novos estudos de teoria do direito. Tradução de Daniela Beccaccia Versiani e revisão técnica de Orlando Seixas Bechara e Renata Nagamine. São Paulo: Manole, 2007

__________. Estudos por uma teoria geral do direito. Tradução de Daniela Beccaccia Versiani. São Paulo: Manole, 2015

DEL VECCHIO, Giorgio. Lições de Filosofia do Direito. Tradução de Antônio José Brandão. 2 Edição. Coimbra: Armênio Amado, 1951

FARALLI, Carla. A filosofia contemporânea do direito: temas e desafios. Tradução de Candice Premaor Gullo e revisão da tradução por Silvana Cobucci Leite. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2006

FERRAZ JUNIOR, Tercio. Estudos de filosofia do direito: reflexões sobre o poder, a liberdade, a justiça e o direito. São Paulo: Atlas, 2003

FRATESCHI, Yara. Leviatã e as lógicas da força e da punição. Palestra proferida no programa “Café Filosófico”, transmitido pela TV Cultura. Publicado em 30 de agosto de 2016 Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=Ic5d4grHkcI

HOBBES, Thomas. Leviatã. Tradução de Rosina D’Angina. São Paulo: Martin Claret, 2014

KAUFMANN, Arthur. Filosofia do direito. Prefácio e tradução de António Ulisses Cortês. 5ª Edição. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2014

KELSEN, Hans. Teoria pura do direito. Tradução de João Baptista Machado. São Paulo: Martins Fontes, 1998

MALFETONE, Sebastiano; VECA Salvatore. A Ideia de justiça de Platão a Rawls. Tradução de Karina Jannini ; revisão da tradução Denise Agostinetti.. São Paulo: Martins Fontes, 2005

MORRISON, Wayne. Filosofia do direito: dos gregos ao pós-modernismo. Tradução de Jefferson Luiz Camargo; revisão técnica Gildo Sá Leitão Rios. São Paulo: Martins Fontes, 2006

SERRA, António Truyol y. História da Filosofia do Direito e do Estado - 2° Vol. Tradução de Henrique Barrilaro Ruas. Madrid: Alianza Editorial, 1988

SOARES, Ricardo Maurício Freire: Elementos de teoria geral do direito. São Paulo: Saraiva, 2013.

VILLA, Vittorio. Conoscenza giuridica e concetto di diritto positivo. Lezioni di filosofia del diritto. Torino: G Giappichelli Editore, 1993




DOI: http://dx.doi.org/10.26668/IndexLawJournals/2526-012X/2018.v4i1.4061

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Filosofia do Direito, Florianópolis (SC), e-ISSN: 2526-012X

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.