Dilema Inimaginável para os Direitos Humanos: A Perigosa onda Desglobalizante, Nacionalista e Xenófoba em Plena era Digital

Laécio Noronha Xavier

Resumo


A Organização das Nações Unidas, a Declaração Universal dos Direitos Humanos e a União Europeia representam os arquétipos jurídicos civilizatórios do século XX. Decorrente dessa síntese evolutiva o mundo assistiu três eventos-fenômenos a partir dos anos1980: a queda do Muro do Berlim, com vitória da cultura política ocidental; a era digital, cujas inovações tecnológicas alteraram substancialmente a sociedade; e a globalização, integrando nações em processos econômicos igualitários. Todavia, o “gráfico do elefante” e a saída do Reino Unido da União Europeia criaram um cenário desglobalizante inimaginável pondo em risco a democracia, os direitos humanos e a unidade dos mercados.

Palavras-chave


Direitos Humanos; Desglobalização; Nacionalismo; Xenfobia; Era Digital.

Texto completo:

PDF

Referências


ARON, Raymond. O ópio dos intelectuais. São Paulo: Três Estrelas, 2016.

AZEVEDO, Ivo Sefton de. Direito internacional público. Porto Alegre: Acadêmica, 1982.

BARBOZA, Mariana & MONTENEGRO, Raul. O fim de uma era. Isto É. Ed. nº 2.429. São Paulo: Três, 29 jun. 2016. p. 44-50.

BONAVIDES, Paulo. Curso de direito constitucional. São Paulo: Malheiros, 1994.

CERVO, Amado & BUENO, Clodoaldo. História da política exterior do Brasil. São Paulo: Ática, 1992.

CINTRA, Marcos Antonio Macedo. A crise econômica mundial e a quarta Revolução Industrial. In: Blog Carta Capital. São Paulo, 25 fev. 2016. Disponível em: http:///www.cartacapital.com.br/blog. Acesso em: 21 jul. 2016.

COULON, Jocelyn. Soldiers of diplomacy: The United Nations, peace keeping and the new world order. Toronto: University of Toronto Press, 1998.

FASULO, Linda. Aninsider's guide to the UN. New Haven: Yale University Press, 2009.

FERRARI, Bruno. Uma nova revolução industrial. Época. Ed. n° 944. São Paulo: Globo, 18 jul. 2016. p. 52-55.

FRIEDMAN, Thomas. O mundo é plano: uma breve história do século XXI. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

FUKUYAMA, Francis. Há chance de o Reino Unido se esfacelar. Época. Ed. nº 941. São Paulo: Globo, 27 jun. 2016. p. 46-48.

GORDON, Robert. The rise and fallof american growth: the US standard of living since the Civil War. Princeton: Princeton University Press, 2016.

HENIG, Ruth. O Tratado de Versalhes 1919-1933. São Paulo: Ática, 1991.

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2009.

KENNEDY, Paul. The parliament of man: the past, presenta nd future of the United Nations. New York: Random House, 2006.

KISSINGER, Henry. Diplomacia. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2001.

MANCINI, Federico. The making of a constitution of Europe. In: Common Market Law. London, nº 26, 1989. p. 595-614.

MEISLER, Stanley. United Nations: the first fifty years. New York: Atlantic Monthly Press, 1995.

MILANOVIC, Branko. Global inequality: a new approach for the age of globalization. Boston: Harvard University Press, 2016.

MIRES, Charlene. Capital of the world: the race to host the United Nations. New York: New York University Press, 2013.

MÖLLER, Josué Emilio. A fundamentação ética-política dos direitos humanos. Curitiba: Juruá, 2008.

RODRIK, Dani. The globalization paradox: democracy and the future of the world economy. New York: W.W. Norton, 2011.

SCHWAB, Klaus. A quarta revolução industrial. São Paulo: Edipro, 2016.

SEINTEFUS, Ricardo. Manual das organizações internacionais. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 1997.

SIMON, Denys. Le système juridique communautaire. Paris: PUF, 1998.

TURRER, Rodrigo & PEROSA, Teresa. O brado britânico. Época. Ed. nº 941. São Paulo: Globo, 27 jun. 2016. p. 32-39.

VAN REYBROUCK, David. Against elections. The case for democracy. London: Bodley Head, 2016.

VENTICINQUE, Danilo. A ressaca de uma vitória silenciosa. Época. Ed. Nº 941. São Paulo: Globo, 27 jun. 2016. p. 40-42.

VIANNA, Regina & MOREIRA, Felipe. O papel atual das organizações internacionais e a inserção brasileira. In: Revista Jurídica. Guarapuava: Editora Faculdade Novo Ateneu, v. 1, 2001. p. 145-150.

WARD, Ian. A critical introduction to european law. London: Butterworths, 1996.

WATKINS, Nathalia. Depois do Brexit, o Frexit, o Swexit... Veja. Ed. nº 2.484. São Paulo: Abril, 29 jun. 2016. p. 72-75.

XAVIER, Laécio Noronha. Políticas públicas de segurança. Fortaleza: LCR, 2012.

YOUNG, Cliff & GARMAN, Christopher. A era da classe média raivosa. Época. Ed. nº 941. São Paulo: Globo, 27 jun. 2016. p. 44-45.




DOI: http://dx.doi.org/10.26668/IndexLawJournals/2526-0197/2016.v2i2.1395

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.