5621

Joseane Suzart Lopes da Silva

Resumo


5621

Palavras-chave


5621

Texto completo:

PDF

Referências


ADER-DUCOS, Robert; AUBY, Jean Marie. Droit de l'information. Paris: Dalloz, 1982.

AGUIAR DIAS, José de. Da responsabilidade civil. 10. ed. Rio de Janeiro: Forense, 1997.

ALMEIDA, Carlos Ferreira de. Os direitos dos consumidores. Coimbra: Almedina, 1982.

ALPA, Guido; BESSONE, Mario. Il diritto dei consumatori. Roma-Bari: Gius. Latreza&Figli, 2001.

BARBER, Benjamin R. Consumido. Como o mercado corrompe crianças, infantiliza adultos e engole cidadãos. Trad. Bruno Casotti. Rio de Janeiro/São Paulo: Record, 2009.

BARRON, John; STATEN, Michael. The value of comprehensive credit reports: lessons from the U.S. Experience. In: MILLER, Margaret J. (ed) Credit reporting systems and the international economy. Cambridge: MIT Press, 2003, p. 306-307.

BAUDRILLARD, Jean. A Sociedade de Consumo. Trad. Artur Morão. Lisboa: Edições 70, LDA, 2010.

BAUMAN, Zygmunt. A Ética é Possível num Mundo de Consumidores? Trad. Alexandre Werneck. São Paulo: Zahar, 2011.

BEAUCHARD, Jean. Droit de la distribution et de la consommation. Paris: PUF, 1996.

BECKER, Howard S. Métodos de pesquisa em ciências sociais. São Paulo: Hucitec, 1999.

BENNETT, Colin. Regulating privacy, Data protection and public policy in Europe and the United States. Ithaca: Cornell University Press, 1992.

BOURGOIGNIE, Thierry. O conceito de abusividade em relação aos consumidores e a necessidade de seu controle através de uma cláusula geral. Revista de Direito do Consumidor, São Paulo, Revista dos Tribunais, número 06, p. 07, 1993.

BRIN, David. The transparent society. Massachusetts: Addison-Wesley, 1998.

CALAIS-AULOY, Jean; STEINMETZ, Frank Steinmetz. Droit de la consommation. 7. ed. Paris: Dalloz, 2006.

CANCLINI, N. G. Consumidores e cidadãos: conflitos multiculturais da globalização. Rio de Janeiro: UFRJ, 2006.

COMPARATO, Fábio Konder. A proteção do consumidor: importante capítulo do direito econômico. Revista da Consultoria Geral do Estado do RS, n. 6, Porto Alegre, 1976, p. 85-105.

CANOTILHO, José Joaquim Gomes. Direito Constitucional e Teoria da Constituição. 5 ed. Coimbra: Almedina, 2002.

______; MOREIRA, Vital. Fundamentos da Constituição. Coimbra: Coimbra Editora,

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. A era da informação, economia, sociedade e cultura. V. 1. São Paulo: Paz e Terra, 2008, p. 64-65.

CASTRO, Catarina Sarmento e. Direito da Informática, privacidade e dados pessoais. Coimbra: Edições Almedina, 2005.

CATALA, Pierre. Ebauche d’une théorie juridique de l’information. Informatica e Diritto, ano IX, jan-apr. 1983.

DE CUPIS, Adriano. I diritti della personalità, Milano, Giuffrè, 1982.

______. Il Danno. Milão: Giuffrè, 1954.

DENARI, Zelmo; GRINOVER, Ada Pellegrini; BENJAMIN, Antônio Herman de Vasconcelos. et al. Código Brasileiro de Defesa do Consumidor. 10. ed. rev. atual. e reform. Rio de Janeiro: Forense, 2011, volume I.

DE LA CUEVA, Pablo Lucas Murillo. Informática y protección de datos personales. Madri: Centro de Estudios Constitucionales, 1993.

DONEDA, Danilo. Da privacidade à proteção de dados pessoais. Rio de Janeiro: Renovar: 2006.

FERRIER, Didier. La protection des consommateurs. Paris: Dalloz, 1996.

FINK, Daniel Roberto; BENJAMIN, Antônio Herman et alii. Código Brasileiro de Defesa do Consumidor comentado pelos autores do anteprojeto. 9. ed. rev. amp. atual e ampl. São Paulo/Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.

FROSINI, Vittorio. Towards information law. In: Informatica e diritto. vol. V, n. 2, 1995, p. 7-16.

GELLHORN, Ernest; LEVIN, Ronald. Administrative Law and Process. 4. ed. St. Paul: West Publishing, 1997.

GHERSI, Carlos Alberto. A. Tutela del consumidor, v. 2. Argentina: Ediciones Jurídicas Cuyo, 2004.

GHESTIN, Jacques.. L’utile et le juste dans le contrat. Recueil Dalloz, Paris, Dalloz, 1º caderno, Chronique, p. 1-10, 1962.

GONÇALVES, Maria Eduarda. Direito da Informação: novos direitos e formas de regulação na sociedade da informação. Coimbra: Almedina, 2003.

HERRERA, Enrique. Práctica metodológica de la investigación jurídica. Buenos Aires: Astrea, 1998.

JOSSERAND, Louis. Derecho civil. Evolução da responsabilidade civil. Trad. Raul Lima. Rio de Janeiro: Revista Forense, 1986.

LESSIG, Lawrence. Code and other laws of cyberspace. Basic Books: New York, 1999. The future of ideas. Vintage: New York, 2002.

LÉVY, Pierre. Qu’est-ce que le virtuel? Paris: La Découverte, 1998.

MARQUES, Claudia Lima; BENJAMIN, Antônio Herman V.; MIRAGEM, Bruno. Comentários ao Código de Defesa do Consumidor. 3. ed. rev. ampl. e atual. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2010.

_______; MIRAGEM, Bruno. O Novo Direito Privado e a Proteção dos Vulneráveis. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2012.

MAYER-SCHÖNBERGER,Viktor. General development of data protection in Europe. In: AGRE, Phillip; ROTENBERG, Marc (orgs.). Technology and privacy: The new landscape. Cambridge: MIT Press, 1997, p. 219-242.

______. Delete. The Virtue of Forgetting in the Digital Age. Princeton: Princeton University Press, 2009.

MESSINETTI, David. Circolazione dei dati personali e dispositivi de regolazione dei poteri individuali. In: Rivista Critica del Diritto Privato, 1998, p. 339-407.

MIRAGEM, Bruno; MARQUES, Claudia Lima. O Novo Direito Privado e a Proteção dos Vulneráveis. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2012.

MIRANDA, Pontes de. Tratado de Direito Privado. Direito das Obrigações. Tomo XXII. Rio de Janeiro: Borsoi, 1958, parágrafo 2718, p. 190.

OSSOLA, Federico; VALLESPINOS, Carlos Gustavo. La obligación de informar. Córdoba: Advocatus, 2001.

PARDOLESI, Roberto. Dalla riservatezza alla protezione dei dati personali: una storia di evoluzione e discontinuità. In: Diritto alla riservatezza e circolazione dei dati personali. Milano: Giuffrè, 2003, p. 1- 57.

PÉREZ-LUÑO, Antonio-Enrique. Derechos humanos, Estado de Derecho y Constitución. 9. ed. Madri: Editorial Tecnos, 2005.

PINTO, Carlos Alberto da Mota. Teoria geral do direito civil. 3. ed. Coimbra: Ed. Coimbra, 1996.

POULLET, Yves. Data Protection Legislation: What’s at Stake for our Society and our Democracy? In: Computer Law & Security Review, Vol. 25, Is. 3, 2009, pp. 211-226.

RIPERT, Georges. La règle morale dans les obligations civiles. Paris: LGDJ, 1935.

RODOTÀ, Stefano. A vida na sociedade da vigilância. A privacidade hoje. Rio de Janeiro: Renovar, 2008.

RULE, James; HUNTER, Lawrence. Towards a property right in personal data. In: BENNETT, Colin. Visions of privacy: Policy choices for the digital age. Toronto: University of Toronto Press, 1999.

SALEILLES, Raymond. Les accidents de travail et la responsbilité civile. In: Essai d’une théorie objective de la responsabilité délictuelle, 1897.

WACKS, Raymond. Personal information. Oxford: Clarendon Press, 1989.

WITKER, Jorge. Como elaborar una tesis en derecho: pautas metodológicas y técnicas para el estudiante o investigador del derecho. Madrid: Civitas, 1985.




DOI: http://dx.doi.org/5621

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.