INDIVIDUALISMO, MORALIDADE E IGUALDADE NA FILOSOFIA MORAL DA OBRA “UTOPIA” DE THOMAS MORUS

Yasmin Dolores Parijós Galende, Anna Marcella Mendes Garcia

Resumo


Neste artigo propomos uma análise crítica da obra renascentista "A Utopia", de Thomas Morus, com o fito específico de verificar a existência de uma filosofia moral e política. A partir deste objetivo, o trabalho foi estruturado de modo a analisar sob este viés alguns aspectos específicos da obra, como organização social, abolição da propriedade privada, justiça e Direito, crítica às formas de governos e organização religiosa. Para tanto, valemo-nos de pesquisa bibliográfica na obra citada e em alguns de seus comentadores.


Palavras-chave


literatura; justiça; moral; individualismo; utopia

Texto completo:

PDF

Referências


BAKER-SMITH, Dominic. More’s Utopia. Toronto: University of Toronto Press, 1991.

COLLINS, Mark Ian. A filosofia moral e política na Utopia de Thomas Morus. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Estadual do Ceará. Fortaleza, 2010.

GOODWIN, Barbara; et al. The Philosophy of Utopia. Oxon: Routledge, 2001.

LOGAN, George M. The meaning of More’s “Utopia”. New Jersey: Princeton University Press, 1983.

LOPES, Marcos Antônio. Uma história da idéia de utopia: o real e o imaginário no pensamento político de Thomas Morus. In História: Questões & Debates, Curitiba, n. 40, p. 137-153, 2004. Editora UFPR.

PHÉLIPPEAU, Marie-Claire. Thomas Morus e a abertura humanista. Ensaio traduzido por Emerson Tin, apresentado no Forum Universitaire de l’Ouest Parisien, em Boulogne-Billancourt em 12 de novembro de 2013. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Revista Morus: Utopia e Renascimento, Vol. 9. Campinas, 2013, p. 157 - 175.

PLATÃO. República. Trad. Enrico Corvisieri. Rio de Janeiro: Editora Best Seller, 2002.

SAFFIOTI, Heleieth. Gênero, patriarcado e violência. 2ª reimp. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2011.

SANTOS, Adriano Saturnino dos. A Utopia de Thomas More: o debate político e a imersão no seu tempo. Universidade de São Paulo (USP). Revista Humanidades em Diálogo, Vol. III, N. I, novembro. São Paulo, 2009, p. 57 - 71.

STIELTJES, Cláudio. A ironia em A Utopia de Thomas More: ideologia e história. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo. São Paulo, 2005.

SURTZ, Edward. The praise of pleasure: philosophy, education, and communism in More’s Utopia. Massachusetts: Harvard University Press, 1957.




DOI: http://dx.doi.org/10.26668/IndexLawJournals/2525-9911/2018.v4i1.4249

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.