A VIOLAÇÃO DOS DIREITOS DA PERSONALIDADE DO IDOSO NO ÂMBITO FAMILIAR

Maria de Lourdes Araújo Cavalcanti Mundim

Resumo


Este artigo resulta de pesquisa abrangendo a violação dos direitos da personalidade da população idosa que vem crescendo no mundo todo, nas últimas décadas, conforme apontam dados estatísticos oficiais analisados. Busca refletir acerca das causas e possíveis caminhos alternativos a serem construídos na consolidação dos valores constitucionais dirigidos aos idosos e na efetiva implementação da doutrina da proteção integral que imputa tal responsabilidade solidariamente à família, à sociedade e ao Estado.   


Palavras-chave


Idoso; Violação; Direitos da personalidade; Ambiente familiar; Personalidade do idoso

Texto completo:

PDF

Referências


AITH, Fernando. Políticas públicas de Estado e de governo: instrumento de consolidação do Estado Democrático de Direito e de promoção e de proteção dos direitos humanos. In: BUCCI, Maria Paula Dallari. Políticas públicas – reflexões sobre o conceito jurídico. São Paulo: Saraiva, 2006.

BRASIL. Secretaria de Direitos Humanos. Dados sobre o envelhecimento no Brasil. Disponível em: . Acesso em: 14 jan. 2018.

______. Lei nº 8.842, de 4 de janeiro de 1994. Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências. Diário Oficial da União. Disponível em: . Acesso em: 14 jan. 2018.

______. Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006. Cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, nos termos do § 8o do art. 226 da Constituição Federal, da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres e da Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher; dispõe sobre a criação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher; altera o Código de Processo Penal, o Código Penal e a Lei de Execução Penal; e dá outras providências. Diário Oficial da União. Disponível em: . Acesso em: 12 jan. 2017.

______. Ministério dos Direitos Humanos. Ouvidoria recebeu mais de 133 mil denúncias de violações de direitos humanos em 2016. Disponível em: . Acesso em: 12 jan. 2018.

______. Ministério dos Direitos Humanos. Plano de ação para o enfrentamento da violência contra pessoa idosa. Disponível em: . Acesso em: 13 jan. 2018.

______. Secretaria Nacional de Segurança Pública. Diagnóstico dos homicídios no Brasil: subsídios para o pacto nacional pela redução de homicídios. 2015. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2018.

BUCCI, Maria Paula Dallari. Fundamentos para uma teoria jurídica das políticas públicas. São Paulo: Saraiva, 2013.

DIAS, Maria Berenice. Manual de direito das famílias. 4. ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2007.

FARIAS, Cristiano Chaves de. Direito civil – parte geral e LINDB. 15. ed. Salvador: Editora Juspodivm, 2017.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário Aurélio da língua portuguesa. São Paulo: Positivo, 2013.

FREITAS JÚNIOR, Roberto. Leis penais especiais comentadas. Rio de Janeiro. Renovar, 2006.

LEAL, Luciana Nunes. População idosa vai triplicar entre 2010 e 2050, aponta publicação do IBGE. Estadão. 29 agosto 2016. Disponível em: . Acesso em: 14 jan. 2018.

MYNAYO, Maria Cecília. Violência contra idosos: o avesso do respeito à experiência e sabedoria. 2.ed. Brasília: Secretaria Especial de Direitos Humanos, 2005.

OLIVEIRA, Nielmar de. Expectativa de vida do brasileiro é de 75,8 anos, diz IBGE. EBC Agência Brasil. 01 dez. 2017. Disponível em: . Acesso em: 14 jan. 2018.

SARLET, Ingo Wolfgang. Dignidade da pessoa humana e direitos fundamentais. 4. ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2006.

REsp 1.159.242-SP, Rel. Min. Nancy Andrighi, julgado em 24/4/2012. Disponível em: Acesso em: 14 jan. 2018.

TARTUCE, Flávio. Direito civil. Lei de introdução e parte geral. 12. ed., Rio de Janeiro. Forense Editora, 2016.

UN. United Nations. Outcomes on Ageing. Abril 2002. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2018.

UNFPA. Fundo de População das Nações Unidas. Envelhecimento no Século XXI: celebração e desafio. Resumo Executivo (UNFPA), Nova York e pela HelpAge International, Londres. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.26668/IndexLawJournals/2526-0227/2018.v4i1.4096

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.