JUSTIÇA AMBIENTAL, DIREITOS HUMANOS E MEIO AMBIENTE: UMA RELAÇÃO EM CONSTRUÇÃO

Moisés João Rech, Cleide Calgaro

Resumo


O artigo tem como objetivo levantar considerações sobre as relações entre os direitos humanos e a justiça ambiental, assim, a temática nuclear concentra-se na teoria da justiça aplicada ao meio ambiente. A partir de revisão bibliográfica de obras e documentos, os resultados obtidos revelam uma relação intrínseca entre os direitos humanos e a justiça ambiental. Tal relação foi construída com o desenvolvimento do movimento ambientalista e do movimento por justiça ambiental norte-americano. Como consideração final, destaca-se a consagração do direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado como integrante do rol de direitos humanos e promotor de justiça ambiental.


Palavras-chave


direitos humanos; justiça ambiental; meio ambiente; discriminação; movimentos sociais.

Texto completo:

PDF

Referências


ACSELRAD, Henri; MELLO, Cecília Campello do Amaral; BEZERRA, Gustavo das Neves. O que é justiça ambiental. Rio de Janeiro: Garamond, 2009.

ACSELRAD, Henri. Justiça ambiental: ação coletiva e estratégias argumentativas. In: ACSELRAD, Henri; HERCULANO, Selene; PÁDUA, José Augusto. Justiça Ambiental e Cidadania. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2004.

BAGGIO, Roberta Camineiro. Justiça ambiental entre redistribuição e reconhecimento: a necessária democratização da proteção da natureza. 2008. 260 f. (Tese de Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). 2008.

A CARTA DA TERRA EM AÇÃO. O que é a Carta da Terra. Disponível em: . Acesso em 15 set. 2016.

MARTÍNEZ ALIER, Juan. O ecologismo dos pobres: conflitos ambientais e linguagens de valoração. São Paulo: Contexto, 2007.

BOSSELMANN, Klaus. Direitos humanos, meio ambiente e sustentabilidade. In: SARLET, Ingo Wolfgang (Org.). Estado socioambiental e direitos fundamentais. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2010.

BULLARD, Robert. Enfrentando o racismo ambiental no século XXI. In: ACSELRAD, Henri; HERCULANO, Selene; PÁDUA, José Augusto. (Orgs.). Justiça ambiental e cidadania. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2004.

CARVALHO, Edson Ferreira de. Meio ambiente & direitos humanos. Curitiba: Juruá, 2006.

COMISSÃO MUNDIAL SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO. Nosso futuro comum. 2 ed. Rio de Janeiro: FGV, 1991.

CONSELHO PERMANENTE DA COMISSÃO DE ASSUNTOS JURÍDICOS E POLÍTICOS DA ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS. Direitos humanos e meio ambiente. Disponível em: . Acesso em 9 jul. 2016.

FLANNERY, Tim. Os senhores do clima. Tradução de Jorge Califa. Rio de Janeiro: Recordo, 2007.

GIDDENS, Anthony. A política da mudança climática. Tradução de Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

HERCULANO, Selene. Justiça ambiental: de Love Canal à Cidade dos Meninos, em uma perspectiva comparda. In: MELLO, Marcelo Pereira de (Org.). Justiça e sociedade: termas e perspectivas. São Paulo: LTR, 2001, pp. 215-238.

INTERNATIONAL PANEL ON CLIMATE CHANGE (IPCC). AR4 Synthesis Report. Disponível em: . Acesso em: 23. Jun. 2016.

LEFF, Enrique. Saber ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder. Trad. Lúcia M. Endlich Orth. Petrópolis: Vozes, 2009.

LIMA, Emanuel Fonseca. Injustiça climática e povos autóctones. In: PERALTA, Caros E.; ALVARENGA, Luciano J; AUGUSTIN, Sérgio. Direito e justiça ambiental: diálogos interdisciplinares sobre a crise ecológica. Caxias do Sul: Educs, 2014. p. 121-138.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Declaração de Estocolmo. 1972. Disponível em: . Acesso em: 15 jul. 2016.

PERALTA, Carlos E. A justiça ecológica como novo paradigma da sociedade de risco contemporânea. In: In: PERALTA, Caros E.; ALVARENGA, Luciano J; AUGUSTIN, Sérgio. Direito e justiça ambiental: diálogos interdisciplinares sobre a crise ecológica. Caxias do Sul: Educs, 2014. p. 13-29.

RAMMÊ, Rogério Santos. As dimensões da justiça ambiental e suas implicações jurídicas: uma análise à luz das modernas teorias da justiça. 2012. 158 f. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade de Caxias do Sul (UCS). 2012.

RELATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO 2007/2008 DO PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS. Disponível em: . Acesso em 12. Ju. 2016.

TRINDADE, Antônio Augusto Cançado. Direitos humanos e meio ambiente: paralelo dos sistemas de proteção internacional. Porto Alegre: Sérgio Antônio Fabris, 1993.

UNITED NATIONS ENVIRONMENT PROGRAME. Declaration of the United Nations Conference on the Human Environment. Disponível em: . Acesso em: 19 jul. 2016.

UNITED NATIONS COMMISSION ON HUMAN RIGHTS. Human rights and the environment. Disponível em: . Acesso em 15 jul.2016.

VIEIRA, Ricardo Stanziola. Desenvolvimento, sustentabilidade e justiça ambiental – algumas novas perspectivas para o Direito à Sustentabilidade. In: PERALTA, Caros E.; ALVARENGA, Luciano J; AUGUSTIN, Sérgio. Direito e justiça ambiental: diálogos interdisciplinares sobre a crise ecológica. Caxias do Sul: Educs, 2014. p. 330-348.




DOI: http://dx.doi.org/10.26668/IndexLawJournals/2525-9687/2017.v3i2.2261

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.