DIREITO E LINGUAGEM NO PENSAMENTO DE MONTAIGNE

Daniel Machado Gomes, Nicholas Arena Paliologo

Resumo


O presente estudo tem o objetivo de estabelecer um paralelo entre o Direito e a linguagem com base em reflexões apontadas nos Ensaios de Michel de Montaigne, filósofo de influência cética que viveu no século XVI. O texto demonstra que os problemas de linguagem se estendem ao campo jurídico, uma vez que o Direito é constituído por enunciados linguísticos. A metodologia empregada foi a revisão bibliográfica, tendo como principal fonte os Ensaios no original em francês, além de bibliografia secundária formada majoritariamente por comentadores contemporâneos da obra de Montaigne.


Palavras-chave


Direito; linguagem; Montaigne; ceticismo; Os Ensaios

Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, Alberto Ribeiro G. de. Humanismo Jurídico. O que nos faz pensar. Rio de Janeiro. N. 27, p. 09-26, maio de 2010.

BERNS, Thomas. Violence de Loi à la Renaissance: L'Origine du Politique chez Machiavel et Montaigne. Paris: Kimé, 2000.

BIRCHAL, Telma de Souza. O Eu nos Ensaios de Montaigne. Belo Horizonte: UFMG, 2007.

BOUDOU, Bénédicte. Montaigne et l’Herméneutique Juridique. Bibliothèque d”Humanisme et Renaissance, T. 47, N. 3, p. 569-593, 1985.

BRUNSCHVICG, Léon. Descartes et Pascal Lecteurs de Montaigne. Paris: Brentano’s, 1944.

CAVE, Terence. The Cornucopian Text: Problems of Writing in the French Renaissance. New York: Oxford University, 2002.

CONTINENTINO, Ana Maria. Horizonte Dissimétrico: Onde se Desenha a Ética Radical da Desconstrução. In: Desconstrução e Ética: Ecos de Jacques Derrida. Rio de Janeiro: PUC, 2004.

DERRIDA, Jacques. Força de Lei: O “Fundamento Místico da Autoridade”. Trad de Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

FARQUHAR, Sue W. Vera Philosophia and Law in Montaigne’s “de la Cruauté”. In L’Esprit Créateur, V. 46, N.1, p. 39-50, 2006.

FRIEDRICH, Hugo. Montaigne. Trad. Robert Rovini. Paris: Gallimard, 1968. (Bibliothèque des Idées).

MONTAIGNE, Michel. Les Essais. Ed. Pierre Villey, V.-L. Saulnier. Paris: PUF, 2004 (col. Quadrige).

____. Os Ensaios: Livros I, II e III. Trad. de Rosemary Costhek Abílio. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

PASCAL, Blaise. Oeuvres Complètes. Louis Lafuma (org,). Paris: Éditions du Seuil, 1963.

___. Pensamentos. Trad. de Sérgio Milliet. São Paulo: Victor Civita, 1973. (Coleção Pensadores, V. 16).

POUILLOUX, Jean-Yves. Lire les “Essais” de Montaigne. Paris: François Maspero, 1970.

STAROBINSKI, Jean. Montaigne em Movimento. Trad. Maria Lúcia Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

TOURNON, André. Montaigne: La Glose et L’Essai. Paris: Honoré Champion Éditeur, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.26668/IndexLawJournals/2526-012X/2018.v4i1.4246

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Filosofia do Direito, Florianópolis (SC), e-ISSN: 2526-012X

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.