Revista de Gênero, Sexualidade e Direito

Os estudos sobre gêneros, sexualidades e teorias feministas exigem das/dos pesquisadoras/pesquisadores do campo das ciências jurídicas, sociais e humanas uma mudança paradigmática: teórica, política e epistemológica. Assim surge, a Revista Gênero, Sexualidades e Direito, um espaçotempo de discussão e aprofundamento das variadas matrizes e olhares sobre estas temáticas. O principal escopo da Revista é tornar-se um repositório de referência nacional e internacional, procurando aglutinar potentes estudos e investigações nas áreas de gênero e sexualidades com uma mirada transdisciplinar. Portanto, a Revista pretende refletir sobre as questões de gênero e sexualidade, eis que centrais nas ciências sociais, sociais aplicadas e humanas. Embora ainda recentes no campo do direito, estes estudos apresentam elementos, métodos e abordagens capazes de transpor os desafios da epistemologia tradicional problematizando desde os marcos legais e jurisprudenciais, passando pela crítica e revisão do conhecimento sobre o direito com ênfase em gênero e sexualidade. Neste sentido, este periódico pretende publicar as temáticas sobre gêneros, sexualidades e direito em diálogo com raça, classe e etnia; teorias e epistemologias feministas; identidades de gênero, teorias pós identitárias e decoloniais; diferenças, diversidades e teorias de justiça; gêneros, sexualidades e relações de trabalho; violências e criminalização; movimentos sociais feministas e LGBT; representações e discursos; transexualidades, saúde e direito; gêneros, sexualidades e direito de família; corpo, nome e direitos da personalidade.

Para garantir a longevidade das publicações e facilitar a sua identificação no meio eletrônico, todos os artigos aprovados serão registrados no sistema Digital Object Identifier – DOI. Além disso, as edições são divulgadas por meio da plataforma Facebook – Index Law Journals < https://www.facebook.com/profile.php?id=100012884325538&fref=ts >.

A gestão editorial é automatizada por meio de um sistema operacional concebido pelo “Public Knowledge Project - PKP”. Sendo este sistema conhecido como "Open Journal Systems (OJS)". A plataforma digital OJS adotada por este periódico, é conhecida no Brasil como Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER), tendo sido traduzido e customizado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT.

Atualmente, este periódico está indexado nas seguintes bases de dados: Latindex (em avaliação); OpenAire; PKP INDEX; Ebsco Host; ErihPlus (em avaliação); Gale Cengage Learning; Redib; Livre; Dialnet (em avaliação) e Directory of Open Access Journals (DOAJ em avaliação). Esses indexadores internacionais têm como objetivo promover a divulgação e visibilidade dos artigos publicados pela revista.


v. 4, n. 2 (2018): JULHO - DEZEMBRO

Sumário

Artigos

Fernanda Prado
PDF
1-18
Carlos Diego Apoitia Miranda, Fernanda da Silva Lima
PDF
19-34
Antônio Rodrigues Neto, Maurinice Evaristo Wenceslau
PDF
35-55
Ramon Silva Costa, Samuel Rodrigues de Oliveira
PDF
56-76
Rosangela Angelin, Paulo Adroir Magalhães Martins
PDF
77-97
Paula Isabel Nóbrega Introine Silva, Marylad Medeiros da Silva
PDF
98-118
Camyla Galeão de Azevedo, Fádia Yasmin Costa Mauro
PDF
119-136
Caroline Lovison Dori, Bruno Bortolucci Baghim
PDF
137-154